Os mais populares bancos de dados

Atualizado: Jun 17


Abaixo a lista dos mais populares sistemas de gerenciamento de banco de dados (SGBD), segundo o The DB-Engines Ranking.

A classificação é medida usando vários critérios:

  1. Número de menções do sistema em websites, medidos como número de resultados em consultas de mecanismos de pesquisa.

  2. Interesse geral no sistema (Google Trends).

  3. Freqüência de discussões técnicas sobre o sistema (Stack Overflow e DBA Stack Exchange).

  4. Número de ofertas de emprego, em que o sistema é mencionado.

  5. Número de perfis em redes profissionais, em que o sistema é mencionado (LinkedIn e Upwork).

  6. Relevância nas redes sociais (twittes no Twitter).

1 - ORACLE

O Oracle é um SGBD (sistema gerenciador de banco de dados) que surgiu no fim dos anos 70, quando Larry Ellison vislumbrou uma oportunidade que outras companhias não haviam percebido, quando encontrou uma descrição de um protótipo funcional de um banco de dados relacional e descobriu que nenhuma empresa tinha se empenhado em comercializar essa tecnologia.


Ellison e os co-fundadores da Oracle Corporation, Bob Miner e Ed Oates, perceberam que havia um tremendo potencial de negócios no modelo de banco de dados relacional tornando assim a maior empresa de software empresarial do mundo.


Além da base de dados, a Oracle desenvolve uma suíte de desenvolvimento chamada de Oracle Developer Suite, utilizada na construção de programas de computador que interagem com a sua base de dados. A Oracle também criou a linguagem de programação PL/SQL, utilizada no processamento de transações.


Hoje, o ORACLE é o banco de dados mais popular do mundo para executar cargas de trabalho de banco de dados de processamento de transações on-line (OLTP), data warehousing (DW) e misto (OLTP & DW). Ele está disponível para uso local, na nuvem ou em um ambiente de nuvem híbrida.


2 - MY-SQL

O MySQL é um sistema de gerenciamento de banco de dados (SGBD), que utiliza a linguagem SQL (Linguagem de Consulta Estruturada, do inglês Structured Query Language) como interface. É atualmente um dos sistemas de gerenciamento de bancos de dados mais populares da Oracle Corporation, com mais de 10 milhões de instalações pelo mundo.

O MySQL foi criado na Suécia por David Axmark, Allan Larsson e Michael "Monty" Widenius. Hoje seu desenvolvimento e manutenção empregam aproximadamente 400 profissionais no mundo inteiro, e mais de mil contribuem testando o software, integrando-o a outros produtos, e escrevendo a respeito dele.


Em Janeiro de 2008, a MySQL AB, desenvolvedora do MySQL foi adquirida pela Sun Microsystems, por US$ 1 bilhão, um preço jamais visto no setor de licenças livres. E em Abril de 2009, foi anunciado que a Oracle compraria a Sun Microsystems e todos os seus produtos, incluindo o MySQL.


O sucesso do MySQL deve-se em grande medida à fácil integração com o PHP incluído, quase que obrigatoriamente, nos pacotes de hospedagem de sites da Internet oferecidos atualmente. Empresas como Yahoo! Finance, MP3.com, Motorola, NASA, Silicon Graphics e Texas Instruments usam o MySQL em aplicações de missão crítica.


3 - Microsoft SQL Server


O Microsoft SQL Server é um sistema gerenciador de Banco de dados relacional (SGBD) desenvolvido pela Microsoft.


Há pelo menos uma dúzia de diferentes edições do Microsoft SQL Server destinadas a públicos diferentes e para diferentes cargas de trabalho (variando de pequenas aplicações que armazenam e recuperam dados no mesmo computador, a milhões de usuários e computadores que acessam grandes quantidades de dados a partir da Internet ao mesmo tempo).


Suas linguagens de consulta primárias são Transact-SQL (T-SQL) e ANSI SQL.

Mantido pela Microsoft há anos, é um dos principais SGBDs relacionais do mercado. Distribuído em diferentes edições e com várias ferramentas integradas, esse banco é capaz de atender às demandas desde os mais simples negócios até os mais complexos cenários que lidam com grande volume de dados.


Ele permite a criação de tabelas relacionadas, evitando a necessidade de armazenar dados redundantes em vários locais dentro de um banco de dados. O modelo relacional também fornece integridade referencial e outras restrições de integridade para manter a precisão dos dados. O SQL Server suporta transações, é aderente e suporta os princípios de atomicidade, consistência, isolamento e durabilidade.


4 - POSTGRESQL


O PostgreSQL é um poderoso sistema de banco de dados objeto-relacional de código-fonte aberto que usa e estende a linguagem SQL combinada com muitos recursos que armazenam e dimensionam com segurança as cargas de trabalho de dados mais complicadas. As origens do PostgreSQL datam de 1986 como parte do projeto POSTGRES da Universidade da Califórnia em Berkeley e têm mais de 30 anos de desenvolvimento ativo na plataforma central.


O PostgreSQL ganhou uma forte reputação por sua arquitetura comprovada, confiabilidade, integridade de dados, conjunto robusto de recursos, extensibilidade e dedicação da comunidade de código aberto por trás do software para fornecer soluções eficazes e inovadoras de maneira consistente.


O PostgreSQL é executado em todos os principais sistemas operacionais, é compatível com ACID desde 2001 e possui poderosos complementos, como o popular extensor de banco de dados geoespacial PostGIS. Não é surpresa que o PostgreSQL tenha se tornado o banco de dados relacional de código aberto preferido por muitas pessoas e organizações.


O PostgreSQL vem com muitos recursos voltados para ajudar os desenvolvedores a criar aplicativos, administradores para proteger a integridade dos dados e criar ambientes tolerantes a falhas, além de ajudá-lo a gerenciar seus dados, independentemente de quão grande ou pequeno seja o conjunto de dados. Além de ser livre e de código aberto, o PostgreSQL é altamente extensível. Por exemplo, você pode definir seus próprios tipos de dados, criar funções personalizadas e até mesmo escrever códigos de diferentes linguagens de programação sem recompilar seu banco de dados.


5 - MONGODB

MongoDB é um software de banco de dados orientado a documentos livre, de código aberto e multiplataforma, escrito na linguagem C++. Classificado como um programa de banco de dados NoSQL, o MongoDB usa documentos semelhantes a JSON com esquemas. É desenvolvido pela MongoDB Inc. e publicado sob uma combinação da GNU Affero General Public License e Licença Apache.


Suas características permitem com que as aplicações modelem informações de modo muito mais natural, pois os dados podem ser aninhados em hierarquias complexas e continuar a ser indexáveis e fáceis de buscar.


O desenvolvimento de MongoDB começou em outubro de 2007 pela 10gen, atual MongoDB Inc., e sua primeira versão pública foi lançada em fevereiro de 2009.


A sua linguagem de consulta é rica e expressiva e permite filtrar e classificar por qualquer campo, independentemente de como ele esteja aninhado em um documento. Há suporte para agregações e outros casos de uso modernos, como pesquisa geográfica, pesquisa de gráfico e pesquisa de texto.


O MongoDB é uma verdadeira plataforma de dados com um conjunto abrangente de ferramentas para tornar o trabalho com dados notavelmente fácil para todos, desde desenvolvedores a analistas e cientistas de dados.


O MongoDB é o ecossistema de banco de dados de mais rápido crescimento, com mais de 40 milhões de downloads, milhares de clientes, mais de 1 milhão de registros para cursos da MongoDB e mais de 1.000 parceiros de tecnologia e serviços.


6 - IBM DB2

O DB2 é um Sistema Gerenciador de Banco de Dados Relacionais (SGDBR) produzido pela IBM. Existem diferentes versões do DB2 que rodam desde num simples PDA (computador de mão), até em potentes mainframes e funcionam em servidores baseados em sistemas Unix, Windows, ou Linux.


O nome DB2 foi dado para o Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados que a IBM lançou em 1983 baseado em SQL/DS para seu mainframe. A princípio o produto foi chamado System R que fora iniciado em 1978. O projeto DB2 começou no início dos anos 70 quando Edgar Frank Codd, trabalhando para IBM descreveu a teoria dos Banco de dados Relacionais e publicou sua teoria em Junho de 1970. Para aplicar o modelo, Codd criou uma linguagem de banco de dados relacionais que a chamou de Alpha. Entretanto, a IBM não acreditava no potencial das suas ideias, deixando-o fora da supervisão do grupo de programadores, que violaram diversas ideias fundamentais do modelo relacional de Codd. O resultado foi a linguagem SEQUEL, que depois foi mudado para seu acrônimo SQL porque SEQUEL já era uma marca registrada.


Por muitos anos, DB2 foi feito exclusivamente para rodar nos mainframes da IBM. Posteriormente a IBM introduziu o DB2 para outras plataformas de servidores, incluindo o Unix e o Windows, para então colocar no Linux e PDAs. Esse processo foi feito na década 90. A inspiração para os detalhes de implementação do DB2 vieram da linguagem DL/1 da IBM e do Sistema de Gerenciamento de Informações também dessa empresa. As novas versões já são avaliadas para OS/2 e é chamada DB2/2.


Na metade do ano de 2006, a IBM anunciou o “Viper”, o codinome do DB2 9 para computação distribuídas e para DB2 9 no z/OS. A empresa diz que o novo DB2 será o primeiro banco de dados relacional que armazena o XML nativo. Outros recursos incluem o desenvolvimento baseado em OLTP para computação distribuídas, o desenvolvimento baseado em Business Intelligence e data warehousing para z\OS, mais recursos de auto configuração e auto gerenciamento, adição de recursos para a plataforma 64-bits (especialmente para z/OS), melhoria na performance do armazenamento estruturado para z/OS e a continuação da padronização do vocabulário da linguagem SQL entre z/OS e outras computação distribuídas.


7 - ELASTICSEARCH

O Elasticsearch é um mecanismo de análise e pesquisa de texto completo de código aberto altamente escalável. Ele permite que você armazene, pesquise e analise grandes volumes de dados rapidamente e em tempo quase real. É geralmente usado como o mecanismo / tecnologia subjacente que alimenta aplicativos que possuem recursos e requisitos de pesquisa complexos. O Elasticsearch é um mecanismo de busca baseado no Lucene. Ele fornece um mecanismo de pesquisa de texto completo distribuído, com capacidade para vários usuários, com uma interface da Web HTTP e documentos JSON sem esquema. O Elasticsearch é desenvolvido em Java e está disponível sob o Apache 2.0 com recursos adicionais gratuitos e pagos sob a Licença Elastic.


8 - REDIS

Redis é uma plataforma de banco de dados em memória que oferece suporte nativo a uma ampla gama de estruturas de dados, como strings, hashes, conjuntos, listas, conjuntos de classificação, bitmaps, hiperloglogs e índices geoespaciais. Os módulos Redis ampliam os recursos do Redis, transformando-o em um banco de dados de vários modelos. Com os módulos Redis, é possível usar o Redis como mecanismo de pesquisa, banco de dados de séries temporais, banco de dados de gráficos, armazenamento JSON, limitador de taxa e muito mais.


O Redis Enterprise aumenta o poder do Redis com uma arquitetura de implementação aprimorada que inclui um proxy distribuído com latência zero, um gerenciador de cluster e uma arquitetura de cluster sem compartilhamento.


O Redis oferece escalonamento sem esforço de maneira totalmente automatizada, supervisionando todas as operações de fragmentação, nova fragmentação, e migração. Oferece um conjunto de alta disponibilidade, incluindo persistência, detecção automática de falhas instantâneas, backup e recuperação e replicação na memória, em zonas, datacenters, regiões e plataformas de nuvem. Oferece economias de custo substanciais com multilocação integrada, maior eficiência na utilização de hardware, suporte para flash como extensão RAM.


9 - Microsoft Access

Microsoft Access (ou Microsoft Office Access), conhecido por MSAccess, é um sistema de gerenciamento de banco de dados da Microsoft, incluído no pacote do Microsoft Office Professional, que combina o Microsoft Jet Database Engine com uma interface gráfica amigável. Ele permite o desenvolvimento rápido de RAD (Rapid Application Development), que envolvem tanto de dados como também a interface a ser utilizada pelos usuários. Microsoft Access é capaz de usar dados guardados em qualquer recipiente de dados compatível com ODBC.


Geralmente uma aplicação desenvolvida com o Access através da linguagem de programação VBA (Visual Basic for Applications) consiste em dois arquivos: Um que se denomina BackEnd, onde ficam armazenadas todas as tabelas com seus respectivos relacionamentos, e outro denominado FrontEnd, onde ficam armazenados os códigos fontes, formulários, módulos, consultas, macros, etc.


Um dos benefícios do Access do ponto de vista do programador é sua relativa compatibilidade com o PHP – buscas podem ser visualizadas e editadas como sendo indicações de SQL, e estes por sua parte podem ser usados diretamente em Macros e Módulos VBA para manipular tabelas do próprio Access.


10 - Cassandra

Apache Cassandra é um projeto de sistema de banco de dados distribuído altamente escalável de segunda geração, que reúne a arquitetura do DynamoDB, da Amazon Web Services e modelo de dados baseado no BigTable, do Google.


O Cassandra inicialmente foi criado pelo Facebook, que abriu seu código-fonte para a comunidade em 2008. Agora é mantido por desenvolvedores da Fundação Apache e colaboradores de muitas empresas.


O Cassandra é um repositório de colunas amplo e, como tal, é essencialmente um híbrido entre um sistema de gerenciamento de banco de dados de valor-chave e um sistema de banco de dados tabular. Seu modelo de dados é um armazenamento de filas particionado com consistência ajustável. Linhas são organizadas em tabelas; o primeiro componente da chave primária de uma tabela é a chave de partição; dentro de uma partição, as linhas são agrupadas pelas colunas restantes da chave. Outras colunas podem ser indexadas separadamente da chave primária.


Tabelas podem ser criadas, descartadas e alteradas em tempo de execução sem bloquear atualizações e consultas.


Cassandra não pode fazer junções ou sub-consultas. Em vez disso, Cassandra enfatiza a desnormalização por meio de recursos como coleções.


Saiba Mais:

45 visualizações

© 2005-2020 EzBiz Sistemas

work-with-us-4.gif
  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social
  • Twitter Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon