Os melhores servidores de aplicações Java

Atualizado: Jun 13


Servidores de aplicação

Um Servidor de Aplicações, é um ambiente para a instalação e execução de certas aplicações (software), centralizando e dispensando a instalação nos computadores clientes.


Os servidores de aplicações fornecem uma estrutura para criar e implantar aplicações da Web e oferecem uma variedade de serviços para executá-los. Esses serviços incluem segurança, transações, armazenamento em cluster para aumentar o desempenho e recursos de diagnóstico, entre outros.

Esses produtos também podem incluir servidores que hospedam estritamente aplicativos da web. Os servidores de aplicações são usados por desenvolvedores de software que estão tentando criar aplicativos rapidamente e tê-los suportados pelo ambiente do servidor no qual estão implantados. Esses produtos permitem que os desenvolvedores se concentrem no próprio aplicativo e gastem menos tempo com foco em problemas externos, como desempenho ou segurança. Os servidores de aplicações podem ser executados em conjunto com bancos de dados relacionais e uma variedade de estruturas da web.


1 - IBM WebSphere Application

WebSphere Application Server (WAS) é um dos principais servidores de aplicação para JEE e web services e oferece uma máquina transacional de alta disponibilidade com capacidades avançadas de performance e gerenciamento. É um produto da IBM e tem uma grande fatia do mercado.

É o único servidor de aplicação capaz de executar em todas as plataformas importantes do mercado como Windows, Linux, vários Unix, AS/400 e até mesmo no mainframe onde tem crescido em larga escala.


A IBM também fornece uma versão gratuita de servidor de aplicação baseada no Apache Geronimo que tem o nome de WebSphere Application Server Community Edition.


O WebSphere Liberty Core, para desenvolvimento e implementação de aplicativos rápidos baseados na Web e na nuvem, custa a partir de US $ 43,70 por mês.


O WebSphere Application Server, para aplicativos corporativos, fornecendo modelos avançados de desempenho, redundância e programação, custa a partir de US $ 88,50 por mês.


O WebSphere Application Server ND, para implantações de aplicativos em larga escala e de missão crítica, oferecendo disponibilidade quase contínua e recursos de gerenciamento inteligente, custa a partir de US $ 331,00 por mês.


2 - Apache Tomcat

O software Apache Tomcat® é uma implementação de software livre das tecnologias Java Servlet, JavaServer Pages, Java Expression Language e Java WebSocket. Ele não é um container Enterprise JavaBeans (EJB).

Foi iniciado pela Apache Software Foundation, e é distribuído como software livre. Hoje um projeto independente, foi criado dentro do projeto Apache Jakarta e posteriormente separado, uma vez que o Jakarta foi finalizado.


Na época em que foi criado, foi oficialmente endossado pela Sun Microsystems como a implementação de referência para as tecnologias Java Servlet e JavaServer Pages. Hoje, no entanto, a implementação de referência é o GlassFish.


Ele cobre parte da especificação Java EE com tecnologias como servlet e JSP, e tecnologias de apoio relacionadas como Realms e segurança, JNDI Resources e JDBC DataSources. Ele tem a capacidade de atuar também como servidor web, ou pode funcionar integrado a um servidor web dedicado como o Apache ou o IIS. Como servidor web, ele provê um servidor web HTTP puramente em Java.


O servidor inclui ferramentas para configuração e gerenciamento, o que também pode ser feito editando-se manualmente arquivos de configuração formatados em XML.


O Apache Tomcat potencializa vários aplicativos da Web de grande escala e de missão crítica em uma ampla variedade de indústrias e organizações.


3 - Oracle Weblogic

O Oracle WebLogic Server é um servidor de aplicativos para desenvolvimento e implementação de aplicativos em ambientes de nuvem, sistemas projetados e sistemas convencionais. O Oracle WebLogic Server oferece aos desenvolvedores de aplicativos ferramentas modernas de desenvolvimento e APIs avançadas para inovação de aplicativos. Ele fornece uma plataforma de nuvem de missão crítica para aplicativos que exigem alto desempenho, escalabilidade e confiabilidade. Ferramentas de gerenciamento poderosas e integradas simplificam as operações e reduzem os custos de gerenciamento. Finalmente, o Oracle WebLogic Server fornece a base para o portfólio de produtos do Oracle Fusion Middleware. O Oracle WebLogic Server está disponível em três edições com

aumento de funcionalidade.


O Oracle WebLogic Server Standard Edition inclui o Oracle TopLink, o Oracle Application Development Framework, o Oracle Web Tier e o núcleo do Oracle WebLogic Server. O suporte completo do Java Enterprise Edition está incluído junto com os recursos de desenvolvimento, como o suporte Maven e o suporte IDE do Oracle Enterprise Pack para Eclipse, Oracle JDeveloper e Oracle NetBeans. O Oracle WebLogic Server Standard Edition fornece uma plataforma de tempo de execução confiável e gerenciável com desempenho líder do setor.


O Oracle WebLogic Server Enterprise Edition inclui todos os recursos do Oracle WebLogic Server Standard Edition, além do clustering do Oracle WebLogic Server, do Java SE Advanced e do WebLogic Software Kit para Oracle Database Appliance. A tecnologia de cluster permite o dimensionamento de aplicativos com alta disponibilidade. O Java SE Advanced inclui o Java Mission Control e o Java Flight Recorder para diagnosticar problemas no desenvolvimento e produção. Os recursos de armazenamento em cluster do JMS, como a Migração de servidor inteiro e a Migração automática de serviço, oferecem suporte ao sistema de mensagens corporativo confiável.

O Oracle WebLogic Suite é a principal edição do Oracle WebLogic Server. O Oracle WebLogic Suite é uma solução integrada para a criação de uma infraestrutura de aplicativos no local que abrange camadas de tecnologia de servidor da Web, servidor de aplicativos e grade de dados. O Oracle WebLogic Suite inclui todo o Oracle WebLogic Server Enterprise Edition além da integração da grade de dados do Oracle Coherence Enterprise Edition para desempenho e escalabilidade, o Active GridLink for RAC para otimizar a conectividade com o Oracle Database RAC e Java SE Suite para minimizar a latência do aplicativo. Recursos do iAS Enterprise Edition.


As licenças são por usuário nominal ou por processador, além de licença de atualização e suporte.


4 - JBoss

JBoss é um servidor de aplicação de código fonte aberto baseado na plataforma JEE e implementado completamente na linguagem de programação Java. Em virtude disso, ele pode ser usado em qualquer Sistema Operacional que suporte a referida linguagem.

Os desenvolvedores responsáveis estão em uma empresa de serviços chamada "JBoss Inc." fundada por Marc Fleury, o criador da primeira versão do JBoss. O projeto é custeado por uma rede mundial de colaboradores. Em Abril de 2006, foi anunciada sua aquisição pela Red Hat.

A partir da versão 8 o JBoss passou a se chamar Wildfly, além da troca de nomes teve várias melhorias e mudanças como a troca do container que era o JBossWeb para o Undertow. Eles se manteve open source, e é mantida por uma comunidade.


Uma versão comercial foi criada, O Red Hat JBoss Web Server. Ele é um conjunto de componentes totalmente integrado e certificado para hospedagem de aplicativos Java da Web. Ele combina o servidor da Web mais implementado do mundo (Apache HTTP Server), o mecanismo de servlet superior (Apache Tomcat), balanceadores de carga (mod_jk e mod_cluster) e a biblioteca Tomcat Native. O JBoss Web Server simplifica o uso do popular software de código aberto, fornecendo versões estáveis e de classe empresarial do software Apache, que é apoiado por ciclos de vida de produtos corporativos de longo prazo.


5 - Resin

O Resin é um servidor web e servidor de aplicativos Java da Caucho Technology. Além do Resin (GPL), o Resin Pro está disponível para ambientes empresariais e de produção com uma licença. O Resin suporta o padrão Java EE, bem como um mecanismo semelhante ao mod_php / PHP chamado Quercus.


O Resin é foi projetado para sites de alto tráfego que exigem velocidade e escalabilidade. É um dos primeiros Java Application Servers e resistiu ao teste do tempo devido à proeza de engenharia.

Enquanto o Resin (GPL) é gratuita para uso na produção, o Resin Pro inclui otimizações como,

  • Cache embutido

  • Agrupamento (clustering) público / privado / ou híbrido

  • Sistema avançado de controle de saúde

  • Replicação de sessão HTTP

  • Replicação distribuída de cache

  • Relatórios de recuperação automática e diagnóstico

Apesar de ser um servidor baseado em Java, as principais partes da rede principal do Resin são escritas em termos altamente otimizados em linguagem C. Caucho afirma que Java é a camada que permite que o Resin seja "completa", enquanto a camada em C fornece a velocidade. O Resin, foi lançado em 1999, é anterior ao Apache Tomcat e é um dos servidores de aplicativos e servidores da Web mais maduros.


O Resin (GPL) pode ser baixado gratuitamente no site da empresa. O Resin Pro é licenciado anualmente para implantações de nuvem pública, privada ou híbrida. Uma licença do Resin Pro ativa todas as versões anteriores e novas do Resin Pro. O desenvolvimento e o controle de qualidade são gratuitos. É cobrado com preços diferenciados por CPU CORE. A licença anual inicia em US $ 699,00 por ano (4 core por CPU) e vai até US $ 1.499,00 por ano (8 core por CPU). Além de dez core por CPU, o preço é negociado.


6 - Payara

O Payara Server é um servidor de aplicativos de código aberto derivado do GlassFish Server Open Source Edition. Foi criado em 2014 pela C2B2 Consulting como uma resposta ao destino do GlassFish, depois que a Oracle anunciou que estava descontinuando o suporte comercial para o GlassFish. Em comparação com o GlassFish, o Payara Server é lançado com mais frequência trimestralmente, com correções de bugs, patches e melhorias adicionais. Desde abril de 2016, o Payara Server é patrocinado pela Payara Services Ltd, responsável pelo desenvolvimento contínuo e pela coordenação das contribuições da comunidade.


O projeto Payara Server está hospedado no GitHub, permitindo que o acesso da comunidade visualize e edite o código-fonte. A Payara incentiva a comunidade a contribuir através da correção de bugs, sugerindo novos recursos e aprimoramentos no GitHub.

Payara usa o modelo Fork and Pull. Isso significa que, se os membros da comunidade quiserem fazer alguma alteração, eles precisam separar o projeto Payara e fazer as alterações em seu próprio repositório. Eles precisarão então criar um pedido pull de volta para a ramificação master do projeto Payara para mesclar as mudanças no projeto principal.

As assinaturas de suporte comercial da Payara Services Ltd também financiam o esforço de desenvolvimento e engenharia do projeto de código aberto Payara Server.


7 - Oracle Tuxedo

O Oracle Tuxedo é um servidor de aplicativos para C, C ++, COBOL, Java e aplicativos de linguagem dinâmica em ambientes de nuvem privada ou data center tradicional.

Ele foi desenvolvido pela AT & T nos anos 80, tornou-se um produto de software da Oracle Corporation em 2008, quando adquiriu a BEA Systems. O Tuxedo agora faz parte do Oracle Fusion Middleware.


Desde o início, em 1983, a AT & T projetou o Tuxedo para alta disponibilidade e para fornecer aplicativos extremamente escalonáveis ​​para suportar aplicativos que exigem milhares de transações por segundo em sistemas distribuídos comumente disponíveis. O desenvolvimento original visava a criação e administração de sistemas de suporte a operações para a companhia telefônica dos EUA, que exigiam recursos de processamento de transações on-line (OLTP).


Em 1993, a Novell adquiriu a divisão Unix System Laboratories (USL) da AT & T, responsável pelo desenvolvimento do Tuxedo na época. Em setembro de 1993, foi chamado de monitor de processamento de transações distribuídas "mais conhecido", rodando em 25 plataformas diferentes. Em fevereiro de 1996, a BEA Systems fez um acordo exclusivo com a Novell para desenvolver e distribuir o Tuxedo em plataformas não-NetWare, com a maioria dos funcionários da Novell trabalhando com a Tuxedo se juntando à BEA. Em 2008, a Oracle Corporation adquiriu a BEA Systems e a TUXEDO foi comercializada como parte da linha de produtos Oracle Fusion Middleware desde então.


O Oracle Tuxedo fornece uma plataforma altamente confiável e linearmente escalável para desenvolver, implantar e gerenciar aplicativos de missão crítica. O Oracle Tuxedo fornece comunicação otimizada entre aplicativos escritos em várias linguagens de programação (C, C ++, COBOL, Java, PHP, Python e Ruby), que coexistem no mesmo contêiner. O Oracle Tuxedo inclui várias ferramentas para desenvolvimento, implantação e gerenciamento de aplicativos para reduzir o custo total de propriedade.


Saiba Mais


12 visualizações

© 2005-2020 EzBiz Sistemas

work-with-us-4.gif
  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social
  • Twitter Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon